MOD Duo – um novo conceito em pedaleiras digitais

Galera, conheci um projeto DEVERAS DA HORA. Eu já tinha pesquisado aquela pedaleira cara que a gente pluga o iPad, mas nunca tive a coragem de querer comprar. Principalmente pela qualidade de som dos conversores D/A desses aparelhos e do tamanho.

Semana passada, descobri que uns amigos e os amigos deles (Aê Jacó e Rauh!) estão envolvidos em um projeto duca de um pedal que promete – MOD Duo. Acho que, além do fato de apoiarmos um projeto de brasileiros para o mundo babar, eles estão quebrando um importante paradigma (já muito discutido aqui no Growl) da versatilidade das pedaleiras digitais versus qualidade sonora versus preço acessível. Então decidi fazer esse post e dar uma força – agradeço a quem puder divulgar. (eu não ganho nem um Bolsa Família pra isso, que fique claro).

Sempre damos o braço a torcer da facilidade que as pedaleiras trazem. Vários efeitos em pouco espaço e peso, sem falar no preço que seria comprar 10 pedais analógicos ou comprar um pedal “só praquela música”. Mas… a quantidade de efeitos nessas pedaleiras ainda é limitada pelos próprios fabricantes do produto, e nem sempre gostamos de todos os efeitos. A distorção é boa, mas o reverb é ruim ou vice-versa e por aí vai.

Pensando nessa limitação, um grupo de brasileiros desenvolveu um produto inédito no mundo que promete revolucionar o conceito das pedaleiras digitais. Liderados por Gian Ceccolini, guitarristas e engenheiros, o time MOD, como eles mesmos se chamam, trabalham em uma casa no bairro de Perdizes em São Paulo.

Ensaiaram lançar o produto no Brasil em 2013, mas perceberam, como sabemos, que a burocracia e os altos impostos brasileiros impedem a produção de um produto competitivo no mercado mundial. A solução foi criar uma empresa americana e lançar uma campanha de financiamento coletivo no site americano de crowdfunding Kickstarter, para vender o produto dos EUA para o mundo.

A pedaleira “revolucionária” se chama MOD Duo e permite que você instale diversos efeitos criados por dezenas de desenvolvedores. Você usa um computador para instalar seus “pedais virtuais”, monta a cadeira de conexões entre eles como quiser e depois pode usá-los ao vivo sem precisar do seu computador. Os efeitos são gratuítos e hoje (outubro de 2014) já estão disponíveis para os usuários do MOD Duo mais de 100 efeitos.

RC1-Acrylic2

Protótipo em acrílico do MOD Duo.

A equipe de desenvolvedores compara o MOD Duo com a invenção dos smartphones, transformando os celulares em computadores capazes de realizar tarefas inimagináveis. Tudo isso graças à milhares de desenvolvedores de aplicativos e não apenas aos fabricantes do hardware.

O MOD Duo é um processador de som otimizado para trabalhar com o processamento de áudio em tempo real. Ele utiliza o formato de arquivo de efeitos LV2, desenvolvido em código aberto, consagrado e com inúmeros efeitos gratuítos disponíveis. Além disso conta com essa comunidade mundial de desenvolvedores de efeitos nesse formato.

A interface gráfica

Você acessa o MOD Duo por um navegador em qualquer dispositivo (computador, tablet ou celular – independentemente da marca), acessa uma interface simples e intuitiva para arranjar seus efeitos da maneira que desejar, em qualquer ordem e com quantas ligações quiser.

Note que a interface gráfica simula o visual de pedais reais e as conexões são feitas ligando os cabos entre os pedais, exatamente igual a uma pedaleira de verdade.
Segundo o time MOD a biblioteca de pedais está sempre sendo atualizada com novos efeitos gratuítos.
Na mesma tela em que você arranja seus efeitos, você pode compartilhar, buscar pedaleiras de outros músicos e instalar a pedaleira escolhida com apenas um click, literalmente.

O MOD Duo está sendo lançado através de uma campanha de financiamento coletivo no site americano Kickstarter.com. A campanha acaba no dia 17 de outubro, portanto se ficou interessado seja rápido e conheça mais sobre o MOD Duo aqui.

O equipamento
A placa de som do MOD Duo é “High-Fidelity” (Hi-Fi) e foi projetada seguido conceitos audiófilos e usando somente os melhores componentes para que o resultado sonoro seja o melhor já visto em um processador digital.

O MOD Duo possui 2 footswitches e 2 knobs com telas em LCD. Cada knob pode controlar dezenas de parâmetros de sua pedaleira, além de girar, você pode apertar o knob para que uma nova funcão seja alterada.

Os periféricos

O time MOD também disponibiliza um Pedal de expressão que controla qualquer parâmetro de sua pedaleira. Pode ser o pan, o volume, o tempo do seu delay, a intensidade da sua distorção ou qualquer outro parâmetro que desejar.

expression mod duo

Para aqueles que acham que 2 footswitches é pouco, a empresa também criou um Extensor de footswitch com 4 botões extras para que os músicos tenham mais possibilidades para controlar seu som.

interface mod duo

Eles ainda contam com o MOD Shield Arduino, que possibilita que um Arduino seja conectado ao MOD Duo permitindo que qualquer sensor altere um parâmetro de sua pedaleira. Pode ser um sensor de luz, de umidade, de peso, de temperatura ou o sensor que você puder imaginar.

O MOD Duo parece foi criado para atender qualquer instrumento, não apenas guitarras.

Com duas entradas P10 e uma MIDI, é possível conectar até 3 instrumentos simultâneos no mesmo equipamento, e cada músico controla seus efeitos independente do outro.
Na página da campanha no Kickstarter é possível ver vídeos de flautistas, violinistas, saxofonistas e claro, guitarristas usando o MOD Duo.

Provavelmente esse é a maior inovação no mercado de efeitos desde a chegada das primeiras pedaleiras digitais, 30 anos atrás.
Aqui está a campanha do MOD Duo no Kickstarter, entre, veja e contribua!
http://kck.st/1qsPh0m

Lá tem um link para uma página traduzida em português.

Um comentário em “MOD Duo – um novo conceito em pedaleiras digitais

  1. Valeu pela força!
    O MOD Duo foi financiado no Kickstarter.com
    Nos últimos dias de campanha estamos buscando os “Stretch goals” para deixar o MOD Duo ainda melhor!
    kck.st/1qsPh0m

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *