Pedais de Distorção

Fulltone OCD

Obsessive Compulsive Distortion

Se você curte rock de verdade já deve ter um pedal de distorção ou está procurando um. Como o nome diz, ele distorce o som, transformando num grunhido (growl, heheh), o som limpo ganha ares de ruído. Muito comum uma distorção mais forte vir acompanhada de alto ganho (esse é o princípio da distorção), passando outros ruídos como o de encostar nas cordas ou microfonia. Existem muitos tipos de distorção, beeeeem diferentes uma da outra. Portanto peguem referências antes de comprar seu pedal.

Os tipos mais comuns são:

Overdrive – muitas vezes estão em categoria própria, pois podem vir desde um pedal boost sem distorção, passando por um crunch até um overdrive com alto ganho e consequente distorção. Nos amplificadores valvulados, o boost/overdrive pode ser usado para “empurrar” o amplificador, ou seja, obter maior distorção da válvula em volumes menores. Alguns overdrives bem interessantes são o Fulltone OCD (Obsessive Compulsive Distortion), Ibanez TS-808 (que agora voltaram a produzir), Ibanez TS-9, Fulltone Fulldrive 2 MOSFET, MXR Custom Boost/Overdrive e Boss SD-1.

Big Muff Pi

Big Muff Pi Fuzz

Fuzz – efeito muito utilizado no rock dos anos 70, caracterizado pela sujeira do som (fuzz, mesmo). Basta ouvir Jimi Hendrix para saber. O som do Jack White (The White Stripes) é coberto de Fuzz. Os mais conhecidos, sem sombra de dúvida, são o EH Big Muff Pi e o Dunlop Fuzz Face.

 

Metal – vou chamar de metal, mas esses pedais geralmente são chamados simplesmente de Distortion / Distorção, classificando aqui como os pedais com maior distorção e ganho. Alguns dos pedais de distorção metal mais populares no Brasil são: Boss DS-1, Boss MD-2 Mega Distortion, Proco Rat, Marshall Jackhammer.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *