Amplificador Ibanez TSA

Amplificador Ibanez TSA

No meu último rolê (quase que semanal) pelas lojas da Teodoro Sampaio, quis testar um ampli pequeno, pra ambientes pequenos, ensaio mesmo.

Fender Champion 600

Fender Champion 600

Descartei os Fenders eletrônicos (aqueles cheios de efeitos e simulações processadas) e acabei encontrando um Fender pequeno valvulado bem legal, o Champion 600 na Made in Brazil. Som bacana, visual lindão. Como são 5W apenas, fica um pouco difícil conseguir maior volume sem distorção, mas é uma distorção bonita. Tava mandando uns Hendrix e Vaughan na loja e o vendedor trouxe um outro ampli pra eu testar. Era um Amplificador Ibanez TSA-5.

Não sabia que a Ibanez tinha amplificadores e fiquei feliz de ver que estão fazendo produtos bons (como o reissue do TS-808). Minhas impressões não poderiam ser melhores.

Vamos lá:
– apesar de ser 5W também (e também com uma 6V6 e uma 12AX7 no pré), o amplificador possui muito mais headroom do que o Fender. Por ser valvulado, dá pra limpar no volume da guitarra, mas mesmo aumentando mais, ainda conseguia um timbre clean bem estilo Fender mesmo.
– quando já tinha tocado bastante, virei o switch “On/Off” e a luz continuou ligada. Aí que eu vi que tinha desligado o Tube Screamer do ampli, e não o ampli em si (switch da parte de trás). Consegui então tocar ainda mais alto com som limpo.
– acabamento do Fender é um vintage lindo, mas o Ibanez, mesmo com acabamento mais moderno, ficou com um visual muito legal e bem acabado.

Ibanez TSA-5

” style=”margin: 5px;” /> Ibanez TSA-5


– O Fender é minimalista e tem um switch liga-desliga e um controle de volume / ganho. O Ibanez TSA-5 tem controle de tone, level do Tube Screamer, ganho e mais umas coisas.
– alto-falante Celestion Tube 10. Alto-falante de 10″ (versus um de 6″ sem marca no Fender), Celestion não tem comparação.
– Notei que o Ibanez é feito na Indonésia (ou Tailândia?). O Fender provavelmente feito no oriente também. Hoje em dia não é muito referência a não ser que fosse feito nos EUA via hard wiring.

Levando as diferenças em conta, vejam esse vídeo da versão 15W:

Ibanez TSA-15

Ibanez TSA-15

Em linhas gerais, posso dizer que gostaria de ter os dois amplis… kkk. Mas o amplificador Ibanez TSA-5 ganha no quesito “Ativando a GAS” (Gear Acquisition Syndrome). Ainda mais quando descobri ao fazer esse post que a linha TSA possui outros modelos, de 15W e 30W nas versões cabeçote + caixa e combo. Boa jogada da Ibanez!

E, pra não dizerem que é jabá, mesmo adorando e querendo comprar (que significaria comprar uma bela briga com a minha muié), lembrei e quero lembrar os leitores que esses amplis (tanto o Fender Champion 600 quanto o Ibanez TSA-5) correm na faixa dos R$ 1.500,00 a R$ 2.000,00 em terras tupiniquins. Na terra do Tio Sam o Champion 600 vale 170 dólares e o Ibanez TSA-5 250 dólares. Pode, Arnaldo?

Considerando que é um item relativamente fácil de trazer como uma bagagem quando levar os catoteiros pra Disney, e está dentro da cota da alfândega, dá pra trazer sossegado e guardar umas lascas pra pagar um jantar de agrado pra patroa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *